17.8.10

Love sometimes has these things



Ela esperava, mais uma vez, sentada nas escadas à porta de sua casa. O tempo até tinha estado bom durante a tarde, mas começou a arrepender - se. Estava frio e o o céu cinzento já se tinha mostrado. Ela lá no fundo, sabia que ele não ia  aparecer, sabia que ele não ia perder tempo com isso, mas ainda tinha esperança, ainda bailava um, pequeno, mas lindo sorriso em seu rosto. Era formidável ver a forma como ela se tinha arranjado para aquele encontro, mesmo sabendo que ele não iria aparecer. Mas ela pensava que, um dia teria de ser, um dia ia ser mesmo a sério, por isso, arranjava - se à mesma. Vestia um dos seus vestido lindos, e calçava aqueles seus sapatos de tacão alto, que dava inveja. Nem precisava de se pintar, ela era completamente linda ao natural, mas como ela dizia, nunca era demais dar uma arranjadela. Todos a apreciavam ao seu passar, e ela ficava muito contente, isso subia muito o seu ego. Toda a gente a cobiçava. Mas, o seu grande amor era só ele. Era só para ele que ela tinha olhos, era só para ele que ela era capaz de sorrir da forma mais verdadeira que tinha... mas ela tinha medo, e escondia toda a verdade, escondia o verdadeiro amor que sentia por ele. A mãe sempre lhe dissera para dizer de uma vez por todas toda a verdade, mas ela dizia sempre que era melhor não, que tinha uma reputação a manter. Enfim... manias dela.
Ela sabia que ele também sentia o mesmo por ela. Ela sabia que ele amava - a da forma mais linda e genuína que poderia haver. Mas, ele era um simples jardineiro, e todos os dias colhia a rosa mais linda da roseira e oferecia - lhe. Mas, chegou um dia em que ele deixou de o fazer. Ela pensava que ele se esquecera ou algo do género, e esperou, esperou... e nunca mais ouve rosas.Por fim, ela caiu na tentação que já viria a anos a esconder e beijou - o por fim, e exprimiu todos os seus sentimentos. Contou - lhe tudo , tudo, tudo. Mas... aí ele já se tinha fartado da sua ignorância , e da forma como ela o julgava. 
De uma forma bruta ele respondeu : 
- Agora ? Mas então durante anos eu amei - te, fazia tudo por ti. Até rosas roubava, e tu simplesmente me tratavas como um simples jardineiro. Mas lembra - te que, por trás desse jardineiro, havia uma pessoa como tu ! Com sentimentos e a sofrer constantemente. E sabes, agora (...) agora eu encontrei uma pessoa que me ama pelo aquilo que sou ! Que me ama pelo jardineiro que sou !
Ouvindo isto, ela chorava, e saiu de lá a correr.... Depois daí para a frente marcava encontros, mas ele (...) ele nunca mais apareceu... e com este (...) foi a mesma coisa.

36 comentários:

Ritinha disse...

gostei mutio deste textinho :)

luna disse...

e o que tinha linda?

SofiaLeão disse...

obrigada, também gosto bastante dos teus.

Ritinha disse...

*muito
ora eu gostei :)

inês ; disse...

obrigada :)

Ritinha disse...

sim, ficou bonito :)

luna disse...

posso ver?
ou é privacidade a mais? :c

luna disse...

aí que lindo!
foi mesmo fofinho.
vês ele não tinha mensagens,
nem me passou isso pela cabeça,
pensamos logo no pior..
aí linda,
fico feliz por ti.
agora só espero que tudo que ele disse seja sentido,
não mereces sofrer mais.

JoanaaRochaa disse...

os teus textos sao taao lindos !

luna disse...

que fofinha!
não é para menos ;)

Amêndoa disse...

ah. muito bem xD

luna disse...

sinceramente acho que não,
se não, ele não se dava ao trabalho de explicar o que se passou etc.
sem medo, :)

inês disse...

de nada minha querida!

Ana Luísa disse...

amei este texto, que bonito ;)

Ritinha disse...

humm eu faço já um então :)

Marilena' disse...

Gostei *

JoanaLuz disse...

q lindooo:S

- Silvia ♔ disse...

Adorei (:

annie disse...

miminho para ti no meu blogue :)

Ritinha disse...

ainda bem que gostas minha fofinha :)

Ritinha disse...

fico muito feliz por saber isso :)

Ritinha disse...

sim :)

JoanaLuz disse...

d nada mia kerida:D

continua com essa tua profundidade:D


amei mesmo:D

Catarina disse...

a sério? ohh que bom saber isso=D

● mariiliia . disse...

fazes bem entao querida $:
- nao tens de agradecer *

Vera disse...

Obrigada (:

Karol :D disse...

Que lindo, que magia ! :)

● marianaferreira disse...

não é não *
esquece este está mesmo lindoo *.*
nem dá para ver qual o melhoor, são todos tão bons (:

Alison disse...

O plano do número do rapaz.

Amêndoa disse...

não... nunca tive

Diana disse...

para mim as coisas costumam a nem sequer passar, eu lembro me sempre de tudo e tenho sempre feridas.

luna disse...

nunca tinhas estado com ele?

luna disse...

selo só para ti, ;)

luna disse...

aí conta-me a vossa história,
parece ser fofinha : )

Inês disse...

adorei (:

Jane disse...

Daqui a nada considero-te a minha escritora preferida, já faltou mais^^