19.8.10

Love is not always matched




Ela cedia sempre a qualquer tipo de ameaça, abuso, violência física e até mesmo psicológica... Ela cedia sempre a qualquer coisa vindo dele. Sabia que ele não fazia aquilo por mal, simplesmente bebia mais um copo e ficava logo assim. Mas ela dizia sempre que ele a amava, mas será ? 
Quem ama, cuida. Quem ama, tem sempre consciência da pessoa que ama, e do que quer dela, mesmo que esteja emocionalmente abalado.
Ela dizia sempre que era uma fase, e que iria passar, e ele jurava pela sua morte, que segunda vez, hmm, não existia. Mas, se a morte actuasse na forma que ele a proferiu, a esta hora... ele já estava mais que morto. As vezes eram sempre mais repetidas, e a vida dela tinha - se tornado uma completa destruição total... Ela queria ir em busca da sua felicidade, mas a sua felicidade por incrível que pareça era ele. Ela até punha as mãos no fogo por ele. E, ele... faria isso ? Posso afirmar com todas as palavras que não. E é como costumam dizer, às vezes as palavras não são tudo... falar é fácil, mas agir nem sempre é. E os actos dele falavam por todas as suas palavras ditas da boca para fora.
Ela queria tirar de uma vez aquela sua dúvida da cabeça, e então perguntou por fim, quando ele estava mais uma vez alterado:
-
 you love me ?
E ele respondeu. Proferiu cada palavra com uma amargura enorme.
- You think so ?

34 comentários:

Moreira disse...

Gostei do texto ;)

Moreira disse...

Muito obrigado ;)

Inês disse...

siim, eu percebi querida.
ps: gostei do texto :)

patricia meneses. disse...

ohh obrigada eu $:
também gostei muito do teu post *.*

JoanaaRochaa disse...

gostei muito .

JoanaLuz disse...

oia enfim


caga msm

oia dixeram me e um codigo q se tem q meter no blog..n sabes pois nao?:S

Marcus disse...

*.* Amei. Fez-me pensar muito na minha situação amorosa que dura há meses. É muito semelhante, só que invertida, mesmo ela tendo todo o tipo de atitudes que descreves no texto, eu continuo a gostar dela com todas as forças. Sou capaz de qualquer coisa por ela. Por muita merda (desculpa o termo) que ela me faça, basta um "desculpa" ou "gosto de ti" ou (com muita sorte) um "amo-te" e eu perdoo-lhe qualquer coisa, e sublinho a expressao "qualquer coisa". Não sei se sou parvo, mas sei que a amo incondicionalmente.
Beijinhos

AnaM - dreams; disse...

obrigada :)

Isabel disse...

Bonito texto querida (:

AnaM - dreams; disse...

será o primeiro de muitos :)

Alison disse...

Adorei... (:

annie disse...

gostei mesmo :)
obrigada querida. sim, é quando ela está com o Cook *.*

Inês disse...

obrigada minha querida.
sim, desculpa ter causado esse efeito em ti :/

Amêndoa disse...

ainda bem que gostas :)

Inês disse...

tu vais ser feliz mais cedo do que imaganias meu anjo, espero que sim.
sim, acredita que não é nada fácil hoje em dia uma pessoa amar de verdade e não ser só "da boca para fora" :s

JoanaLuz disse...

Ah pronto ok!

Marcus disse...

Eu perdoo-a porque sei que a vida dela também é muito complicada por causa dos pais e não só. É por isso que a perdoo, basicamente. Mas nisso tens razão, ela podia mesmo assim tratar-me um pouco melhor, nem que fosse por amizade! Mas então alem de apaixonado, sou também um pouco parvo, porque nem a forma como ela age me faz amá-la menos. Continuo a sentir o mesmo e a ser capaz das maiores loucuras por ela.
:(

Amêndoa disse...

o meu é o LG Ku990i

SaraTeixeira disse...

selinho para ti no meu blog :)

Sara Martins disse...

esta escrita maravilhosa, aii :$

lindo *

Obrigada <3

Gabriela disse...

Tens de ter calma :s
Gostei muito do post*

Inês disse...

posso te contar uma coisa? eu já passei pelo que estás a passar, igualzinho. e ainda com esse rapaz (o meu ex) durante oito meses, amei-o em segredo durante dois anos. ao fim de dois anos ele reparou em mim, e começou a gostar de mim. depois de muitas e longas conversas, eu pedi-lhe para ele me provar aquilo que sentia. e sabes o que é que ele fez? meteu-se num comboio, no metro, noutro comboio e noutro autocarro e veio ter comigo. 60 e tal km's separavam-nos, fisicamente, mas nunca separaram aquilo que sentimos.
depois acabámos (eu acabei), porque só o via uma vez por mês e para mim era pouco. mas ele continua a ter o lugar dele e para ele eu sou a única pessoa que existe, a pessoa que ele mais ama.

Inês disse...

desculpa contar-te isto, mas achoq ue mereces saber $:

annie disse...

é sim, adoro mesmo skins *.*

SaraTeixeira disse...

de nada :')

Inês disse...

é para veres que às vezes não esperamos que as coisas aconteçam. e nessa altura, eu até já tinha desistido dele, mas voltei e agarrei-o com todas as forças que tinha. ironia do destino, hoje é precisamente ao contrário, é ele que me quer, e sou eu quem já não o ama

Amêndoa disse...

não xb o da foto é o N73 (: um Nokia

Inês disse...

pois, por isso mesmo, não te deixes cair e luta meu anjo

Marcus disse...

Aí está! Eu passo o tempo a implorar (é este mesmo o termo) que ela se apoie em mim, porque eu nem estou a exigir muito em troca! Apenas quero ser eu a faze-la sentir-se melhor, apoia-la, meter-lhe um sorrisinho, faze-la sentir-se mais leve, porque sei que é bom desabafar. Antes ela ela dizia que nao era nada e eu pensava que ela estava assim com toda a gente, mas ontem fiquei a saber que ela desabafa com uma amiga que tambem é minha amiga e isso, não sao ciumes mas... Sinto que, nem lhe sirvo para desabafar? Para que sirvo? Não sirvo para a apoiar? Caramba, o que fiz eu? Há meses que ela sabe como a amo e mesmo assim, já nos separamos e voltámos umas 4 vezes! Isto é desgastante. Se ela não me ama eu gostava de ter a coragem de a apagar da minha vida, mas não tenho força nem coragem para o fazer. Sei que no exacto momento em que clicasse "eliminar" me ia arrepender pro resto da minha vida.
Começo a ver o que uma rapariga comentou no blog: Talvez seja eu a precisar de ser salvo. Só que o pior, é que não sei do que quero ser falso, se dela, ou se apenas deste sentimento.
(Desculpa o comment enorme)

Amêndoa disse...

yaa xD

Sara Martins disse...

de nada linda * quero essa felicidade em ti

Marcus disse...

Nem sempre o amor é suficiente não é? É preciso aquele esforço adicional. Neste momento, estar a falar contigo está a deixar-me num momento de força e coragem, mas sei que assim que a ver online tudo vai reaparecer, o tal arrependimento. Acho que se aplica aqui o refrão daquela musica do eminem com a rihanna "Só vai ficar ai e ver-me queimar, mas está tudo bem porque eu gosto da forma como isso dói, só vai ficar ai e ouvir-me chorar, mas está tudo bem porque eu amo o jeito como tu mentes". Chega a ser um bocado masoquista :|

Inês disse...

o que? podes contar se quiseres :s

Sara Martins disse...

nada disso :)