6.6.10

Olhos Vivos


Sentei - me e esperei que as palavras que estão presas dentro de mim, viesses todinhas cá para fora.
Ontem passas - te, e simplesmente lanças - te aquele teu olhar perfeito, que percorreu - me de cima a baixo. Tremi. E a tua beleza inconfundível estava de uma forma tão forte que não aguentei.
Senti os meus olhos a encherem - se de cor e quando te vi só tive a capacidade de dizer : É aquele !
Mais tarde, consegui perceber que já não me magoas tanto como dantes. E, acima de tudo, não senti o meu coração aos pulos !
Sabes o que quero ? Que tudo acabe e tenha um pouco de paz e escuro, onde me possa aconchegar e pensar. Pensar em tudo, mas em tudo mesmo. Quero dar um rumo à minha vida.
Agora tem sido mais fácil. Não tenho chorado, além de que ainda sofro.
Não me podem pedir : Rute ! Pára, a serio chega de sofreres por ele, chega de estares assim por causa dele ! Vales bem mais do que isso.
Não é fácil, não se esquece de um momento para o outro. Ou melhor, eu não tenho essa capacidade.
Devagarinho vou conseguindo. Eu sei que sim, ou melhor, não sei, mas tento acreditar que sim.
O que me magoa mais nem é o facto de saber que partis - te, mas sim saber que usas - te e abusas - te de todos os meus sentimentos sem dó nem piedade.
Todos os dias penso nisso, e mentalizo - me mais que és um erro. Uff, custou - me mesmo dizer isto. Ainda assim, desculpa meu amor, mas teve de ser.

' Entre um mundo perdido cá me encontro eu. Entre seres desconhecidos e conhecidos, caminho, lutando por aquilo que acredito.'


28 comentários:

Anónimo disse...

Lindo como sempre, tens um dom para transitir o que sentes inconfundivel

Da second<3

Anónimo disse...

mas que perfeito rute**

Dulce disse...

Ainda bem que conseguiste encarar a realidade trinca !

Estava farta de ver-te a sofrer e a chorar por ele !

Pode doer mais vai valer a pena

:)

Anónimo disse...

- amoor adoro esse teu texto , ta mesmo lindo ;)
- amo-teeeeeee (LL)*
- by : -suh*

Anónimo disse...

Uau ! Esses teus textos Sub-Mea tocam-me mesmo :$
AMO-TEE

juaninhaa*vieira disse...

- ta' fixee ! :D

Anónimo disse...

Muito lindo o texto....

És o maximo tuww;)

Danielzinho

Anónimo disse...

Sei, mais ou menos porque sofres eu devo ser um causador também da tua dor..
Detesto saber o que fazes a ti mesma, e detesto saber também que sofres, pois adoro-te ver feliz e alegre...
ès tudo para mim, embora não te acredites em tal :'(

Gabriela disse...

É verdade, tens muita razão.
Este texto está muito bom. Vais ver que com o tempo, tudo passa :3

Gabriela disse...

Oh, obrigado eu :3

Gabriela disse...

Oh, claro que tenho.

Gabriela disse...

oh que fofinha, e tu também, nota-se. E é bom tentar-mos exprimir aquilo que sentimos, seja bom ou mau.

Gabriela disse...

Oh, ainda bem que achas isso.

Gabriela disse...

Também acho que sim :b

diana alba disse...

O primeiro passo é querer mesmo esquecer e seguir em frente. O resto vai acontecendo, com o tempo :) Vais ver que muda, sem dares por isso (:

dannó disse...

Obrigada :$

Também já sigo (:

dannó disse...

é sim porque gostei imenso do que escreves (:

dannó disse...

nada a agradecer *-*

ALEXANDRA BARROS disse...

gosto do blog (:
segui-te :p

joanabranco disse...

quando uma amizade é verdadeira e forte, não há distância que a mate.
adorei o texto. sei o quanto custa sermos honestas com nós próprias, mas como é um alivio quando o fazemos. beijinho :)

Cat disse...

Depois dos tornados que te arrasam o coração, vem sempre a tranquilidade e a paz :)

Rita Maria Soares Lages Moura disse...

já estou a seguir o teu blogue.
gostei muito (:
é tudo teu?
passa no meu e deixa opinião (:

ALEXANDRA BARROS disse...

não tens que agradecer (:

dannó disse...

Obrigada eu *.*

Isabel disse...

Gostei mesmo muito *

Isabel disse...

De nada :)

dannó disse...

:)

ALEXANDRA BARROS disse...

não está nada demais (: