19.6.10

Mar


- Não, não... fecha os olhos . Cala a boca e ouve... Ouve o bater do mar, ouve as suas expressões e acima de tudo decifra-as .
- Ele não diz nada, ele não sente, ele não chora, ele não morre.
- Sente sim ! Chora sim ! E também morre .

. . .

E isto tudo que disse no momento a cerca do mar, é verdade ? Sim, é . Ele ocupa um dos cargos mais importantes na vida de um ser humano. Além de ser mortal também é ele que nos ajuda em dias mais difíceis. Pode não falar, mas com as suas simples ondas a bater, dá tanto de si próprio.
O mar... o mar é um conjunto de realidade com fantasia. É misterioso. Nele estão guardados tantos segredos !
Quando me sento na areia e fecho os olhos só para ouvir o mar, sinto - me livre, como se nada nem ninguém me pudessem julgar. Como se o infinito existisse. Uma grande parte de mim necessita do mar. Ás vezes tenho noção que ele é o único que me compreende, e que sofre comigo. Com as suas próprias ondas enormes e com a sua grande e esbranquiçada espuma demonstra o quanto está furioso e o quanto sofre. É uma questão de imaginação.
E quando entrámos por ele a dentro, ele cede, com toda a felicidade. Ele gosta de companhia, ele gosta de ter amigos. Ele gosta de sentir que nós ainda nos lembramos dele, e que em dia de Verão ele faz parte do nosso dia - a - dia.
Mas é injusto... é injusto porque na maioria das vezes não nos lembrámos dele no Inverno. E essa é a época em que sofre mais. Ninguém se lembra dele, ninguém usufrui dele.

' Sempre que puder irei ver - te e desabafar contigo, sempre. Irei sempre recorrer a ti, como costumo fazer , e tu ajudas - me tão bem, meu querido mar.'






12 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma vez , um texto fantastico
Amo-te miuda , és uma escritora nata!

Ass: Maria <3

Anónimo disse...

Outravez, um texto que eu não consiigo expliicar o quanto é liindo *

AMO-TE PRIINCESA <3

By: Liipa :')

Anónimo disse...

Textos lindos mea*

cátiaLima disse...

não tens de agradeçer. :)

diana alba disse...

gostei :)

Ana disse...

O mar é misterioso porque guarda na sua vasta extensão cada grito de dor proclamado, cada gargalhada sentida, cada palavra murmurada, cada olhar trocado entre dois amantes, cada gesto efectuado , cada lagrima derramada, cada vida perdida, cada alma confusa, cada segredo profundo, cada pegada deixada na areia, cada nome escrito, cada dança movimentada.
E é em cada onda que se forma que ele manifesta a sua voz : atraves da amplitude e da brusquidao.
É ele que te dá vida! e é ele que te retira por vezes.

Oferece-se como colchão e oferece-se como tornado envolvendo o teu corpo. E quando mergulhas em cada onda ouves. Ouves todas as vozes que falaram com o mar , ouves todas ao mesmo tempo como uma torrente de ruído na qual não consegues decifrar o seu significado, mas sabes que lá estão todos os segredos guardados.

:) beijinho

Cat disse...

Acho que me lembro mais dele no inverno do que propriamente no verão. Gosto da paz.

biazinha disse...

O mar é pacifico, traz paz *.*

dannó disse...

Ohh, eu adoro o mar, mesmo *-*

Raquel ♥ * disse...

obrigada minha querida (:

Marta D'Almeida disse...

obrigada, linda.

Ana disse...

obrigada :D